InícioInício  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe
 

 Galeria dos Retratos

Ir em baixo 
AutorMensagem
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
Ana Catarina de Monforte

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

Galeria dos Retratos - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Galeria dos Retratos   Galeria dos Retratos - Página 2 EmptySab Out 20, 2012 11:29 pm

Galeria dos Retratos - Página 2 Simon

Simon IV (ou V*) de Montfort
10º Senhor de Montfort-l'Amaury
Conde de Leicester e Toulouse
Visconde de Béziers, Razès, Albi e Carcassonne

"Sucedeu ao seu pai como Senhor de Montfort-l'Amaury. Pelo lado materno, Amicie de Beaumont, dama de Leicester, descende da nobreza anglo-normanda.

Em 1181, após o falecimento do seu pai, o agora conde de Évreux é legado ao primogénito daquele, Amaury V; Simon apenas herdaria a senhoria de Montfort-l'Amaury.
Entre 1206 e 1207, torna-se efectivamente Conde de Leicester, do qual a sua mãe era herdeira, por alguns meses, antes de ser confiscado pelo rei inglês, John sem terra, por "desobediência".

Em 1199, ao participar de um torneio no Ecry-sur-Aisne, ouviu Fulk de Neuilly a pregar a cruzada e na companhia do Conde Thibaud de Champagne, ele tomou a Cruz. No entanto a Cruzada caiu no controlo dos Venezianos, e foi desviada para a cidade de Zara, no Mar Adriático. Isto apesar de o Papa Inocêncio III ter advertido os cruzados a não atacar outros cristãos. Simon tentou tranquilizar os habitantes de Zara de que eles não seriam atacados, no entanto a cidade foi saqueada em 1202. Simon não participou nesta acção e foi um dos seus maiores críticos. Ele e seus companheiros, incluindo Abade Guy de Vaux-de-Cernay, abandonaram a Cruzada de Zara e viajaram para os territórios hungaros do para Rei Emico. Mais tarde, e sob a orientação de Veneza, os cruzados saquearam a cidade bizantina de Constantinopla.

A sua mãe era a filha mais velha de Robert de Beaumont, terceiro Conde de Leicester. Após a morte, sem descendência, de Robert de Beaumont, irmão de Amicie de Beaumont, o quarto conde de Leicester em 1204, ela herdou metade das suas propriedades e a reivindicação para o Condado de Leicester. A divisão das propriedades foi feita no início de 1207, pelo qual os direitos sobre o condado foram outorgados a Amicia e Simon. No entanto, o rei John da Inglaterra tomou posse das terras para ele mesmo em Fevereiro de 1207, e ainda confiscou suas receitas. Mais tarde, em 1215, as terras foram entregues ao primo de Simon, Ranulph de Meschines, 4 º Conde de Chester.

Simon permaneceu nos seus domínios em França, onde em 1209 ele foi eleito pelos seus nobres companheiros capitão-general das forças francesas na Cruzada Albigenense. Simon esteve presente no cerco e posterior massacre em Béziers em 22 de Julho de 1209, quando toda a população de 20.000 cátaros e seguidores da verdadeira fé foram abatidos indiscriminadamente. Milhares procuraram refúgio na Catedral de St. Nazaire, que foi incendiada e também na Igreja da Madalena dentro da qual todos foram massacrados. "Tuez tous les, Dieu reconnaitra les siens" - "Mate-os todos, Deus reconhecerá os seus", foi a frase famosa que exonerou os cruzados. E foi no dia de Santa Madalena em que Simon foi recompensado com o território conquistado a Raymond VI de Toulouse o que em teoria fez dele o mais importante Senhor da Occitânia. Ele se tornou famoso e temido pela sua extrema crueldade, massacrando cidades inteiras pela "traição, aspereza e má-fé" das suas gentes. Em 1210, na aldeia de Minerve, ele queimou 140 cátaros vivos, por aqueles se recusaram a renunciar à sua fé. Num outro incidente amplamente registado pelos cronistas, antes do saque da vila de Lastours, ele arrastou prisioneiros duma aldeia vizinha de Bram e ordenou que os seus olhos fossem arrancados e seus ouvidos, nariz e lábios cortados. Apenas um prisioneiro foi libertado, com um único olho bom, e conduzido até à aldeia como um aviso.

Em 1213 derrotou Pedro II de Aragão na batalha de Muret. E apesar de os albigenses já terem sido esmagados Simon continuou a sua campanha como uma guerra de conquista ao ser designado Senhor de todos território recém-adquiridos, Conde de Toulouse e Duque de Narbonne (1215). Passou ainda mais dois anos em guerra nos antigos territórios de Raymond de Toulouse. Este último passou a maior parte deste período em Aragão, mas respondeu às investidas de Simon com os seus simpatizantes em Toulouse. Correram rumores de que Raymound estava a caminho de Toulouse em 1216. Ao saber disto Simon abandonou o cerco de Beaucaire e respondeu com um saque parcial de Toulouse, provavelmente concebendo aquela acção como uma punição aos cidadãos daquela cidade. Mas na verdade Raymond só retornaria para tomar posse de Toulouse um ano depois. Nessa altura Simon apressou-se a sitiar a cidade, e enquanto o cerco decorria enviou a sua esposa, Alix de Montmorency, com o bispo de Toulouse e outros para a corte francesa para solicitar apoio à sua causa.
No entanto, depois de nove meses de cerco Simon foi morto em 25 de Junho de 1218, enquanto combatia uma sortida dos sitiados. A sua cabeça foi esmagada com uma pedra arremeçada por um trabuco operado por mulheres de Toulouse. Foi enterrado na Catedral de Saint-Nazaire em Carcassonne. Mais tarde o seu corpo foi movido para Montfort-l'Amaury pelo seu filho.

Simon era descrito como um homem de extrema ortodoxia religiosa, profundamente comprometidos com a Ordem Dominicana e na supressão da heresia.
Do seu casamento com Alix de Montmorency, filha de Bouchard de Montmorency e irmã de Mathieu II de Montmorency, o Condestável francês, nasceram sete filhos."


------------------------
* Um erro de numeração por vezes confunde-o com o seu pai.

_________________
Galeria dos Retratos - Página 2 Escudoana-2Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://condadoourem.forumeiros.com
 
Galeria dos Retratos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Burgo :: Pousada - Conselho da Família Monforte-
Ir para: