InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Estudo] Sobre a Cerveja (PT)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: [Estudo] Sobre a Cerveja (PT)   Sex Dez 30, 2011 4:44 pm

Estudo gentilmente cedido por D.Manul Telles da Gama à Biblioteca Condal d'Ourém

Citação :



    Era um livro recente, escrito há bem pouco tempo. Não era muito espesso, e o seu peso era insignificante. Era, no entanto, um livro bem trabalhado, bem tratado. Uma nota pendia, presa ao livro.

      "À Condessa de Ourém, a quem entrego a segunda cópia,

      Todo o conhecimento sobre os meus recentes estudos está compreendido entre estas páginas. O livro é um resumo, apenas, mas traz valiosa informação, que lhe confio sem pensar duas vezes. Espero que seja uma boa aquisição para a Biblioteca do Condado de Ourém, assim como espero que seja uma leitura agradável para a viagem. Scientia."


    Na capa estava escrito, a tinta preta e letra bem detalhada, o título que definia todo o livro:


                                                  SOBRE A CERVEJA




Citação :



              Aos leitores,


              Decidi elaborar este estudo pouco depois de decidir abandonar a política. Estou cansado de aconselhar condes e condessas, de aturar as terríveis intervenções de conselheiros nobres que não fazem mais do que proteger os seus interesses, e da falta de apoio do povo, que parece ignorar os apelos da sua Província. Refugiei-me de tudo isto e das grandes cidades por um tempo, aqui em Portalegre - a terra mais pacata que conheci. Agradeço, por isso, a D. Martimen d'Avis, Conde de Portalegre, que me apresentou a Ordem Académica de Portalegre, onde pude, com toda a paz e calma, rabiscar estas folhas soltas. Como agradecimento, deixarei na sua biblioteca uma cópia do estudo, para que eruditos possam ler e reflectir sobre ele.

              Agora peço atenção: aos eruditos, tenham em conta que eu fui a minha própria cobaia, e aquilo que escrevi foi com base nas poucas memórias que restaram depois do estudo, afectadas claramente pela cerveja. Por isso resistem dúvidas que não me lembro ter conseguido resolver ou se cheguei a testar sequer. Dúvidas como as que persistem sobre o impacto da cerveja no espírito humano.

              Por fim, deixo uma nota importante: é essencial que o Homem procure o conhecimento, mas ao mesmo tempo, que duvide dele. Por isso mesmo, aos leitores eu peço que duvidem do meu estudo e procurem confirmar ou derrubar as afirmações por mim feitas ao longo dele, e que em caso de refutação, as substituam por afirmações correctas.

              Manul Telles da Gama




Citação :


              Sobre a cerveja e os estados de bebedeira

              Para compreender o estudo por inteiro, primeiro é preciso ter em conta que a bebedeira tem estados, dos menos graves aos mais graves. Ao analisar os comentários e avisos que me faziam na taverna, compreendi que estariam relacionados com o meu estado de bebedeira. Desta forma, defini 10 estados:

      Ausência de bebedeira - até 4 cervejas
      1º - "Estás *hics* um pouco embriagado." (5 cervejas)
      2º - "Estás um pouco tonto." (6 cervejas)
      3º - "*Hics* Estás realmente embriagado." (7 cervejas)
      4º - "*hips* O mundo está desfocado?!" (8 cervejas)
      5º - "Você está bem colocado." (9 cervejas)
      6º - "Você está cheio." (10 cervejas)
      7º - "Estás *hips* completamente *hips* embriagado." (11 cervejas)
      8º - "Você está cheio como uma vaca estufada." (12 cervejas)
      9º - "Você está redondo como... êêê como um balão." (13 ou mais cervejas)





Citação :



              Sobre a cerveja e seus efeitos no corpo humano


              Percebi, desde cedo, que apesar de trazer benefícios para o Homem, a cerveja tem também efeitos negativos temporários no seu corpo. Pelas diversas vezes que frequentei as tavernas nortenhas, a perda de equilíbrio era frequente entre os mais bêbados, o que os impedia de executar até as mais simples acções. Para além da perda de equilíbrio, ressaltava a incapacidade de manterem um discurso coerente, e até responder a perguntas simples. E por fim, os soluços.
              Toda a gente sabia que isto acontecia, mas ninguém sabia explicar o porquê, nem quantificar os danos corporais. Tal desconhecimento fez-me estudar esses mesmos efeitos, numa tentativa de os clarificar.


              Ao longo do estudo reparei que perdia sempre a mesma quantidade de força, inteligência ou carisma, temporariamente, e traduzi essa quantidade em percentagem, para que fosse melhor compreendida. Repare-se nas próximas tabelas, onde classifiquei e registei as mudanças nas características.

              Primeiro dia de testes
              Com zero cervejas                                  Com 20 cervejas
              

              Segundo dia de testes
              Com zero cervejas                                  Com 10 cervejas                                     Com 15 cervejas                                     Com 20 cervejas
              

              Como é possível ver nas tabelas acima, a perda de características segue valores fixos - 33% de força, 66% de inteligência e 100% de carisma. Estes valores mantêm-se ao longo do estudo.
              Reparei ainda que as perdas só se dão ao fim de algum tempo. Na verdade, estas perdas são actualizadas de hora em hora. Exemplo: se se beber algumas cervejas antes das 16h, só existe perda de características às 16h. Desta forma, conclui que, durante uma bebedeira, as perdas de características dão-se de hora em hora.


              Terceiro dia de testes
              Com zero cervejas                                  Com 5 cervejas                                     Com 10 cervejas                                      Após cinco horas
              


              O terceiro dia fez com que fosse perceptível a atenuação da bebedeira. Após cinco horas tinha regressado ao normal. Também já não tinha soluços. Já não estava bêbado.




Citação :


              Sobre a cerveja e a recuperação

              Quando percebi que a bebedeira tinha atenuado, como sempre acontece, pensei que tinha sido instantâneo, em alguma hora do dia. No entanto, não é isso que acontece. A atenuação da bebedeira é gradual e dá-se ao longo de horas. Desta forma, a recuperação será mais ou menos rápida conforme o número de canecas de cervejas bebidas.

              Tendo em conta os estados de bebedeira definidos anteriormente, fiz o seguinte teste:

              Bebi 10 cervejas antes das 15h. Confirmei estar no estado "Você está cheio."
              Às 15h30m, o meu estado era "*hips* O mundo está desfocado?!", como se apenas tivesse bebido 8 canecas.
              Às 16h, o meu estado era "Estás um pouco tonto.", como se tivesse bebido apenas 6 canecas.
              Às 16h30 voltei a testar. O estado era o mesmo.
              Às 17h testei. Não havia indicação de estado - ou seja, como se tivesse bebido 4 ou menos canecas.
              Bebi então mais três canecas de cerveja. O meu estado passou para "*Hics* Estás realmente embriagado.", como se tivesse bebido 7 canecas.
              Continuei a testar e o ritmo de atenuação manteve-se.

              Conclui assim que o ritmo de atenuação de uma bebedeira é de 2 cervejas por horas. Assim, uma bebedeira de 20 cervejas pode-se considerar curada ao fim de oito horas. Já uma bebedeira de 50 cervejas só ficaria curada ao fim de vinte e três horas.




Citação :


              Sobre a cerveja e a perda de equilíbrio

              Nada conclusivo consegui obter nesta área, infelizmente. Mas consegui alguns dados que podem ser esclarecedores. À medida que bebia mais cervejas, o meu equilíbrio piorava, até chegar a um ponto em que não conseguia executar determinada tarefa. Abaixo deixo uma tabela com os dados que registei, depois de tentar manobrar o meu machado.

              Número de cervejas  |  Número de tentativas com sucesso/total de tentativas

                                                 5      16/20
                                                 6      15/20
                                                 7      16/20
                                                 8      8/20
                                                 9      5/20
                                               10      3/20
                                               11      0/20




Citação :


              Comentários finais

              No livro encontram-se cópias das folhas mais recentes, nas páginas 20 e 22.

              Aos interessados em confirmar o que aqui foi dito e precisem de informações ainda mais detalhadas, peço-lhes que me visitem no Condado de Saldanha. Cederei então os primeiros registos do estudo, que se encontram guardados na biblioteca do Castelo de Saldanha.

              Obrigado,
              Manul Telles da Gama



_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com
 
[Estudo] Sobre a Cerveja (PT)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Saiba tudo sobre The Flash
» Material sobre jogos corporativos e gestão de conflitos
» Splatoon - Desenvolvedores falam sobre suas convicções
» Jogatinas de Dragon Age Inquisition
» [gugu redemption] Impressões sobre Hyrule Warriors

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Burgo :: Biblioteca Condal :: Ala Política e Militar-
Ir para: